Logística reversa de lixo eletroeletrônico estará em 9 capitais do norte até abril

As nove capitais que integram a Amazônia Legal : Manaus (AM), Rio Branco (AC), Macapá (AP), Belém (PA), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Palmas (TO), Cuiabá (MT) e São Luís (MA), vão contar com sistema de logística reversa para lixo eletroeletrônico até abril de 2022.

Meio ambiente
Publicado em:
14/12/2021
Baixe o documento aqui

As nove capitais que integram a Amazônia Legal : Manaus (AM), Rio Branco (AC), Macapá (AP), Belém (PA), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Palmas (TO), Cuiabá (MT) e São Luís (MA), vão contar com sistema de logística reversa para lixo eletroeletrônico até abril de 2022. A medida pretende preservar o meio ambiente na região que abriga a maior floresta tropical do mundo, além de incentivar a economia local e circular.

A logística reversa está integrada ao programa Lixão Zero do Ministério do Meio Ambiente, que foi instituído no Decreto Federal n° 10.240/2020 e tem como objetivo eliminar os lixões existentes no país, além de apoiar os municípios para soluções mais adequadas de destinação final dos resíduos sólidos.

“Até 2025, as 400 maiores cidades do Brasil, em termos de número de habitantes, deverão ter o sistema implantado”, afirma o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França.

“Vai funcionar da seguinte forma: os pontos de entrega voluntários são instalados e também as centrais de logística reversa, que são pontos de consolidação. Então o cidadão faz o descarte em um dos pontos, esses eletroeletrônicos são consolidados e enviados para reciclagem. Gerando, assim, emprego e renda, com sustentabilidade”, explica o secretário.


Acreditamos que todo avanço no desenvolvimento da cadeia da logística reversa é importante e necessário. Como está o processo de coleta seletiva e reciclagem em sua cidade?

Logística reversa de lixo eletroeletrônico: medida será implantada nas 9 capitais da Amazônia Legal até abril de 2022