Campanha de Solidariedade beneficia mais de 9 mil catadores em todo o Brasil

Com o intuito de amenizar esse impacto extremo sofrido por essas famílias, a ANCAT –Associação Nacional dos catadores e catadores de recicláveis, o MNCR – Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis e a Unicatadores realizaram a campanha de Solidariedade aos Catadores do Brasil beneficiando mais de 9 mil famílias com um auxílio de 200 reais, através de um cartão de vale-alimentação da Sodexo. As famílias puderam comprar o que mais precisavam e apoiar o comércio local.

Parceria
Publicado em:
22/12/2020
Baixe o documento aqui

Campanha coordenada pela Ancat arrecadou mais de 4 milhões de reais entre doações de empresas e pessoas físicas

Conforme dados do Compromisso Empresarial pela Reciclagem (CEMPRE), os catadores são responsáveis por 90% de todo o material reciclável que chega à indústria. Durante a pandemia do COVID-19 a maioria deles teve que paralisar suas atividades e ficar sem renda e sem trabalho.

Com o intuito de amenizar esse impacto extremo sofrido por essas famílias, a ANCAT –Associação Nacional dos catadores e catadores de recicláveis, o MNCR – Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis e a Unicatadores realizaram a campanha de Solidariedade aos Catadores do Brasil beneficiando mais de 9 mil famílias com um auxílio de 200 reais, através de um cartão de vale-alimentação da Sodexo. As famílias puderam comprar o que mais precisavam e apoiar o comércio local.

Tivemos um resultado muito bom, com 9.329 catadores atendidos com esses cartões-alimentação da Sodexo. Ficamos muito orgulhosos e essa também é uma missão da ANCAT, de trazer dignidade aos catadores de materiais recicláveis. Esse cartão foi importante também para as famílias, pois com ele, puderam consumir o que viam como prioridade naquele momento, conta Roberto Rocha, presidente da ANCAT.

A Campanha teve um ápice no momento em que muitas cooperativas estavam paradas, quando a pandemia se alastrou pelo Brasil. Então essa campanha foi um divisor de água para os catadores, num momento de fragilidade, afirma Luiz Henrique da Silva - coordenador nacional do MNCR.

A campanha recebeu apoio de órgãos públicos como a Defensoria Pública da União, empresas como a Sodexo, Ambev, Coca Cola e várias personalidades engajadas com a causa como os cantores Alcione, Rael, Sérgio Loroza e o ex-jogador Dunga. E contou com um grande esquema de logística coordenado pela Ancat para que os cartões chegassem até os catadores em todas as regiões do Brasil.

E graças ao apoio de empresários e da sociedade civil, conseguimos colocar comida na mesa dos catadores em todas as regiões do Brasil, ressalta Claudete Costa - catadora e presidenta da Unicatadores.

A estimativa da campanha era beneficiar cerca de 6 mil catadores, mas conseguiu ajudar 9.329 famílias em 24 estados com os mais de 4 milhões de reais conseguidos com as doações. Valor com o qual será possível realizar uma segunda fase da campanha. Esse sucesso se deu por conta do forte engajamento conjunto de pessoas físicas e empresas interessadas em ajudar o movimento.Conseguimos apoio da iniciativa privada, através de patrocínios dessa campanha, através de engajamento da sociedade civil, com doações e trabalhos incessantes junto a prefeituras, órgãos públicos, todos aqueles que vêem valor, tanto humano, como ambiental, no trabalho dos catadores de material reciclável, cooperativas de reciclagem e associações de catadores, afirmou Edy Merendino, secretário Executivo da Plataforma Reciclar pelo Brasil.